10/31/2014

OAB se posiciona sobre Reforma Política: “Plebiscito é o melhor caminho”

0 comentários


O advogado Aldo Arantes, da comissão especial para a reforma política, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em entrevista dada hoje (31) à Rádio Brasil Atual, afirma que o plebiscito é a melhor forma de consulta popular por acreditar que é mais ampla e que a população está preparada para tanto. Ainda que a presidenta Dilma Rousseff, ao ser questionada nesta semana, admita a possibilidade de um referendo, a entidade ressalta que esse não é o melhor caminho.

Congresso impõe resistência à propaganda de plebiscito que
dependerá de mobilização popular para avançar.
No referendo, o Congresso discute e vota uma lei e, somente então, os eleitores são convocados para dizer se são a favor ou contra o que foi aprovado pelos parlamentares. Já no plebiscito, o modelo defendido pela presidenta Dilma original e prioritariamente, os eleitores são consultados previamente sobre cada um dos pontos para a construção da nova lei. O resultado é encaminhado para o Congresso discutir, votar e aprovar, mas de acordo com a preferência do eleitor.

Arantes cita um dos pontos a ser abordados no plebiscito como exemplo: "Perguntar para a sociedade se ela quer ou não o financiamento de campanha, tenho certeza que um simples trabalhador vai ter opinião sobre isso". Ele ressalva: "A discussão, neste momento, não deve se centrar na forma de aprovação da reforma, mas, sim, no conteúdo”.

O integrante da comissão para a reforma política cobra mais participação da população, além das assinaturas que continuam sendo colhidas, e dos mais de 7 milhões de votos apresentados pelo plebiscito popular, e sugere o movimento "Diretas Já" como inspiração: "Considero que devemos desenvolver um amplo movimento na opinião pública, transformar isso em algo semelhante às ‘Diretas’, acima de partidos, de organizações, uma bandeira do povo brasileiro. Para que o Congresso possa ter mais sensibilidade para o que o povo está querendo."

Murilo de Aragão, também advogado e doutor em Sociologia da Universidade de Brasília (UnB), que lança livro sobre o tema, defende que "o caminho para se fazer a reforma política, em um primeiro momento, seria um pacto republicano, liderado pelos três poderes e pela sociedade civil, pelas centrais, pela OAB, CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil)". Ele destaca que é preciso dar força à ideia de plebiscito, defendida pela presidenta, já que a mesma enfrenta resistência de setores do Congresso.


Via Rede Brasil Atual

Continue Lendo...

Confira lista de 17 temas que podem ser cobrados na redação do ENEM 2014

0 comentários


Não é possível adivinhar com certeza qual será o tema da redação do Enem 2014, mas sabendo que o exame propõe por tradição temas de relevância nacional e que incitam o aluno a desenvolver uma solução de acordo com os direitos humanos é possível reunir algumas opções possíveis. A seguir, confira 17 temas que podem cair na redação do Enem 2014 e comece a treinar desde já:

Redação Enem 2014: 1. Papel da mulher no século XXI

O papel da mulher no século XXI é um tema social que tem grande destaque na mídia e, portanto, é a aposta para tema de redação não só do Enem como também de outros vestibulares. Sobre esse tema é preciso discutir, por exemplo, sobre uma solução para a questão do assédio nos transportes públicos e outros problemas comuns no cotidiano das mulheres.

Redação Enem 2014: 2. Manifestações durante o Mundial

O mundo parou para assistir ao Mundial, porém muitos brasileiros continuaram tomando as ruas para protestar contra a realização do evento. É importante refletir sobre o que querem esses manifestantes e encontrar respostas para essas reivindicações.

Redação Enem 2014: 3. Os 50 anos do Golpe Militar de 64

A democracia é recente no Brasil. O Enem pode tratar a sua consolidação como tema da redação. O Golpe Militar de 1964 cessou muitos dos direitos humanos. O aluno deve ter a consciência de que a democracia instaurada após esse período precisa se solidificar.

Redação Enem 2014: 4. Ética dentro e fora do campo

Outro assunto relacionado ao Mundial é a questão da ética dentro e fora do campo, desde a mordida do jogador Suárez até a compra de ingressos reservados aos deficientes físicos. O que podia ter sido diferente no comportamento das pessoas?

Redação Enem 2014: 5. Os “justiceiros”

Este ano, observamos muitos casos de pessoas que tentaram fazer justiça com as próprias mãos e agiram de forma violenta, causando até mesmo o assassinato de pessoas em prol dos seus próprios valores. Até que ponto a justiça brasileira falha e onde acaba o direito de uma pessoa de tomar esse exercício para si?

Redação Enem 2014: 6. Diretas Já

O movimento das Diretas Já, consideradas uma das maiores manifestações populares do País, completa 30 anos. Novamente a questão da democracia é abordada, porém desta vez na vertente da redemocratização do Brasil. O fim do bipartidarismo e a mobilização popular podem ser tratados pelo Enem.

Redação Enem 2014: 7. Patriotismo

O verde e amarelo caracterizaram ainda mais o País durante o Mundial, com bandeiras penduradas nos retrovisores de carros e janelas de casas. Por isso, o patriotismo pode ser abordado no exame como algo que só aparece durante eventos de futebol.

Redação Enem 2014: 8. Cobertura do Mundial pela mídia

O Mundial foi abordado sob diferentes aspectos pela mídia. É interessante que o estudante analise se a imprensa priorizou os jogos, as manifestações ou os estrangeiros que vieram conhecer o País, bem como se foi adotada uma postura ética.

Redação Enem 2014: 9. Redes sociais x Direitos Humanos

Uma discussão que poderia ser levantada na redação é a questão da privacidade e os limites que englobam as redes sociais com foco nos Direitos Humanos. A proximidade do tema com o cotidiano dos alunos faz com que páginas como o Facebook e o Twitter sejam colocadas em debate quando falamos sobre o respeito e a privacidade.

Redação Enem 2014: 10. O Futebol

O tema futebol parece óbvio, mas a verdade é que o esporte pode ser analisado de diversas formas, partindo da sua função durante períodos ditatoriais e passando pelo desrespeito que acontece nos campos.

Redação Enem 2014: 11. Legado do Mundial

O que vai restar do Mundial? Como vai ficar a economia brasileira? A reflexão e análise de dados ligados aos jogos podem ser cobradas, incentivando o estudante a fazer o balanço dos seus benefícios e prejuízos.

Redação Enem 2014: 12. Plano Real

O Plano Real, estratégia adotada pelo governo em a fim de controlar a hiperinflação econômica que o país vivia, completa 20 anos em 2014. As origens da inflação e o período antes do Plano podem ser colocados em destaque.

Redação Enem 2014: 13. Racismo

O racismo na sociedade brasileira é uma das grandes apostas para a redação. Vivemos em uma democracia racial que é uma grande falácia, e isso pode aparecer com alguma alusão ao sistema de cotas. Além disso, o racismo nos campos de futebol pode ser apontado após o episódio sofrido pelo jogador Daniel Alves, que foi atingido por uma banana em uma partida.

Redação Enem 2014: 14. Limites do humor nas redes sociais

Após a derrota do Brasil pela Alemanha no Mundial, muitas piadas surgiram nas redes sociais utilizando até mesmo o ditador Adolf Hitler. Esse tipo de piada pode ser considerada ofensiva devido aos horrores acontecidos no Holocausto. Portanto, é preciso discutir sobre os limites do humor nas redes sociais.

Redação Enem 2014: 15. Escassez de água

O Enem também apresenta uma forte preocupação com o meio ambiente. A escassez de água enfrentada pelo País é um dos temas mais preocupantes, e o exame pode esperar que o candidato relacione o meio ambiente com as políticas públicas que pensem no bem estar do cidadão.

Redação Enem 2014: 16. Campanhas de Vacinação

Recentemente, foram lançadas Campanhas de Vacinação para meninas de 13 anos contra o HPV. Essas vacinas geraram problemas envolvendo o preconceito que existe sobre as campanhas de prevenção e a sexualidade em si. O candidato precisa avaliar os dois lados da moeda e refletir sobre o que pode ser feito para prevenir os cidadãos e, ao mesmo tempo, conscientizar os pais sobre a importância dessas vacinas.

Redação Enem 2014: 17. O Brasil diante dos estrangeiros

Como o Brasil se mostrou para os diversos estrangeiros que vieram acompanhar o Mundial e, afinal, qual é a cara do Brasil? O encontro de culturas também é forte candidato para aparecer na redação do Enem.


A análise vem do sitio Universia Brasil
Continue Lendo...

Três Projetos da EEEP Wellingtom Belém são Selecionados pra VII Feira Regional

0 comentários


A Décima Oitava Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação – Crede 18 divulgou na tarde desta quarta-feira, 29 de outubro, em seu sítio, o resultado da triagem dos projetos desenvolvidos por alunos e coordenados por professores das escolas de ensino fundamental, médio e ensino médio integrado que irão participar da VII Feira Regional de Ciências e Cultura.

De acordo com informações da Crede 18, foram inscritos nesse primeiro momento, como resultado das mostras realizadas em cada instituições de ensino, 120 (cento e vinte) projetos. Desse total, apenas 53 (cinquenta e três) foram considerados aptos a participarem da feira regional.

Alunas do Curso Técnico em Agronegócios em apresentação
durante I Mostra de Ciências e Cultura. Foto: Prof. Nicolau.
A Escola Estadual de Educação Profissional Wellington Belém de Figueiredo realizou sua I Mostra no último dia 17 de outubro e teve como temática “Desenvolvimento Sustentável, Científico, socioeconômico e cultural” e envolveu as categorias Linguagem e Códigos, Ciências da Natureza e Matemática, Ciências Ambientais.  Ao todo foram desenvolvidos 11 (onze) projetos, a saber: Do Varal ao Auto do Povo Nordestino: refletindo e escrevendo nossa cultura na obra de Ariano Suassuna, sob a orientação da professora Tyciane Nunes; Recortes da Literatura Nordestina contando com da docente Lucélia Muniz; Plantando com Ciência (Horta Orgânica), este teve as orientações das professoras Edisangela Sales e Valéria Rodrigues; Do Abstrato ao Lúdico orientado pelo Professor Lucas Diniz; a professora Thamires Marôpo orientou alunos no projeto Sabão Ecológico; o professor Flávio Diniz orientou os estudantes a partir do projeto Estudando Física e aplicando a sustentabilidade: uma nova maneira de ensinar e aprender; Netiqueta sb a orientação do professor do LEI Leonardo Barbosa; Desmitificando a programação com o Scratch orientado pelo Professor Marcelo Freire; a professora Priscylla Alves ficou na orientação do projeto Cartilha de gerenciamento dos Resíduos da Construção Civil, além de Educação Financeira: dificuldades no planejamento financeiro dos jovens orientado pelo Professor Renan Diniz e Unidade Técnica de Demonstração: desenvolvimento das potencialidades regionais e fortalecimento da agricultura familiar orientado pela Professora Janaína Nobre.

A escola ainda contou com três atividades durante a mostra. A docente Régia Maria com Empreendedorismo professor Jhon Wille com Práticas Corporais Alternativas e a professora Luciana França com atividades desenvolvidas na Biblioteca.

Dos 11 projetos supracitados, a Wellington Belém consegui conseguiu colocar 03 na VII Feira Regional, a saber, Unidade Técnica de Demonstração: desenvolvimento das potencialidades regionais e fortalecimento da agricultura familiar (categoria Ciências Ambientais); Educação Financeira: dificuldades no planejamento financeiro dos jovens (categoria Ciências da Natureza e Matemática) e Recortes da Literatura Nordestina (categoria Linguagens e Códigos).  


Continue Lendo...

10/30/2014

Blogueiro e Jurista Raimundo Soares refuta críticas da presidenta da Câmara de Altaneira

0 comentários


O Blog Informações em Foco lançou na noite desta quarta-feira, 29 de novembro, artigo em que frisa as criticas tecidas pela vereadora comunista e presidenta da casa Lélia de Oliveira ao jurista e blogueiro Raimundo Soares Filho na última sessão da Câmara de Altaneira realizada nesta terça-feira, 28.

No artigo intitulado “Clima Pesado na Câmara de Altaneira Pós Processo Eleitoral”, foi mencionado que a edil teceu duras críticas administrador do Blog de Altaneira. Segundo ela, este vem se utilizando de seu portal e das redes sociais para criticar suas ações. A comunista afirmou que o fato vem ocorrendo desde o início de seu mandado a frente da mesa diretora e que Soares não teria respeitado a sua escolha de apoiar o Deputado Federal Chico Lopes (PCdoB).

Na manhã desta quinta, 30, Soares em comentário ao artigo supracitado no grupo “Altaneira-Ceará”, da rede social facebook, refutou as criticas da comunista.  O jurista disse não enteder a colocação da presidenta da casa, uma vez acompanha o trabalho do parlamentar Chico Lopes (PCdoB) na Assembleia Legislativa e que sente admiração pelo mesmo. “Não tenho motivos para faltar com respeito nem tão pouco ser contra o citado apoio a um dos mais atuantes parlamentares do Estado do Ceará”, arguiu o blogueiro.

Soares ainda alfinetou Lélia ao mencionar o compromisso por ela firmado no que toca a eleição para compor a Mesa Diretora da Camara que está fixado em dois anos (2013 – 2014). No final deste período assumiria outro parlamentar do grupo da base de sustentação a administração. Segundo relatos de pessoas ligadas a política partidária, irá assumir o posto de presidente o vereador Antonio Leite (Pros). “Depois de muito pensar cheguei à conclusão de que a raiva maior não é o que postei, mas sim sobre a minha previsão de que Ela, mais uma vez não irá honrar o compromisso firmada na eleição da Mesa Diretora no final do ano”, completou. 
Continue Lendo...

Cariri celebra 16ª Mostra Sesc Cariri de Culturas em Novembro

0 comentários


26 (vinte e seis) municípios do Sul do Estado do Ceará irão receber diversos espetáculos de teatro, dança, contação de história e música, além de exibições de filmes, performances, intervenções plásticas, oficinas e seminários como parte integrante da 16ª Mostra Sesc Cariri de Cultura entre os dias 7 e 12 de novembro.

Considerada uma das maiores mostras culturais e artísticas do Brasil, a Mostra Sesc Cariri de Culturas já proporcionou a região do Cariri apresentações memoráveis de grandes artistas brasileiros e internacionais. 

Para este ano, o Sesc preparou uma programação especial. A noite de abertura acontece no dia 7, a partir das 20h, em Nova Olinda, com o show do sanfoneiro Chambinho do Acordeon apresentando o melhor do xote, baião e arrastapé. Em seguida, é a vez do cantor e compositor pernambucano Geraldo Azevedo subir no palco e comandar a festa. Com o show “Voz e Violão”, o artista canta grandes sucessos que marcam os seus 40 anos de trajetória musical.

No sábado, dia 8, o Sesc preparou uma homenagem aos 250 anos de fundação da cidade do Crato.  Às 8h, grupos de tradição e artistas locais realizam um cortejo pelas ruas da cidade com saída da Unidade Crato do Sesc em direção à Praça da Sé.  A programação tem continuidade às 18h, com o show de Abidoral Jamacaru, lançamento do CD do Rapadura Culturarte e apresentação da Big Band da Universidade Federal do Cariri. Já à noite, às 21h, no Largo da RFFSA, o Crato recebe o cantor e rapper carioca Gabriel, O Pensador, que promete agitar o público com o show “Sem Crise”. Em seguida, às 23h, é a vez da cantora Karla da Silva encerrar com chave de ouro a homenagem a cidade do Crato.

No encerramento, que acontece na quarta-feira, dia 12, quem vai abrilhantar a noite de despedida da 16ª Mostra Sesc Cariri de Culturas é o ator e cantor Tiago Abravanel. Com o show inédito, intitulado “Eclético”, o artista vai interpretar canções que passeiam por diferentes estilos e gêneros musicais. A programação tem início às 20h, na Praça dos Romeiros, em Juazeiro do Norte.

A Mostra visa contribuir para a construção e difusão da identidade regional, brasileira e universal, revelando, divulgando e apoiando artistas, formando plateias, articulando saberes, proporcionando diversão e reflexão intercaladamente, consolidando a interação e o compartilhamento de conhecimentos que perdurem, influenciem e transformem o conceito das comunidades, das cidades, do Estado do Ceará e da sociedade brasileira como um todo.

Em Altaneira, a Mostra comparece no dia 08, a partir das 17:00 com o Espetáculo – “Divino” sob a responsabilidade do grupo maranhense “Núcleo Atmosfera”. O evento se realizará na Praça Manoel Pinheiro de Almeida.


Continue Lendo...

Brasil é um dos poucos que diminuíram diferenças sociais, aponta estudo

0 comentários


Enquanto a desigualdade entre ricos e pobres tem sido ampliada na maior parte do planeta, no Brasil tem ocorrido o oposto, apesar de o país continuar entre os mais desiguais do mundo.
É o que aponta o relatório “Equilibre o Jogo: É Hora de Acabar com a Desigualdade Extrema”, divulgado hoje (29) pela Oxfam – organização não governamental que desenvolve campanhas e programas de combate à pobreza em todo o mundo.


O Brasil tem apresentado um padrão diferenciado, e está entre os poucos países que estão tendo sucesso em diminuir a diferença entre os mais ricos e os mais pobres”, disse o diretor da Oxfam no Brasil, Simon Ticehurst, à Agência Brasil.

Bolsa Família; programa tem sido, inclusive,  adotado por
outros países, diz diretor da Oxfam no Brasil.
Ele acrescentou que, entre os Brics [bloco que agrega também Rússia, Índia, China e África do Sul], “o Brasil é o único que está conseguindo reduzir a desigualdade. E, dentro do G20, é o que está tendo maior sucesso nessa empreitada, ao lado do México e da Coreia do Sul, que, apesar dos avanços, figuram em um patamar inferior ao do Brasil [no que se refere a diminuição das desigualdades]”.

De acordo com ele, entre os fatores que colocam o país nessa situação estão os programas de transferência de renda como o Bolsa Família, iniciativa que, inclusive, tem sido adotada por outros países, lembra ele.

Além disso, ao promover “aumento constante e um pouco acima da inflação” do salário mínimo, o Brasil protege os setores mais baixos da economia.

O salário mínimo nacional cresceu quase 50% em termos reais, entre 1995 e 2011, e contribuiu para declínio paralelo das situações de pobreza e desigualdade, informou Ticehurst.

Outro ponto favorável, que tem melhorado a situação do país, é a ampliação e melhoria do acesso a serviços básicos públicos, em especial à saúde e à educação.

Investir em serviços públicos gratuitos é algo essencial para diminuir a distância entre ricos e pobres. Nesse sentido, vale ressaltar que privatizar saúde e educação implica em dificuldades para a ascensão social das pessoas”, argumentou.

Apesar de ter melhorado, nos últimos anos, a distribuição de riquezas, o Brasil continua entre os países mais desiguais do mundo.

Há ainda muito por fazer”, ressalta Ticehurst, lembrando que “se antes o desafio era universalizar, agora o desafio é dar qualidade a esses serviços”.

Houve avanços no combate à pobreza e desigualdade, mas para continuar melhorando é necessário aprimorar as políticas sociais e os serviços básicos, principalmente em termos de qualidade. Além disso, é preciso rever a questão tributária e fiscal, de forma a mudar do atual sistema regressivo para um progressivo, no qual quem tem mais contribui mais e quem tem menos contribui menos”.


Via Exame/Diário do Centro do Mundo
Continue Lendo...

10/29/2014

Direita recrudesce: Decreto que instituía conselhos populares foi derrubado

0 comentários


A Câmara aprovou na noite desta terça-feira a proposta que susta o decreto da presidente Dilma Rousseff que regulamenta os conselhos populares. Tendo em mãos a promessa da oposição de obstrução das votações da Câmara enquanto não fosse votada a matéria, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), convocou a sessão extraordinária para votá-la, contrariando o governo federal. Tentando evitar o pior, o governo obstruiu o processo de votação para tentar inviabilizar derrubada, mas não conseguiu.

Deputados da oposição comemoram a derrubada de decreto
presidencial.  André Coelho/ O Globo.
Henrique Alves fez questão de conduzir com mãos de ferro a votação, cobrando pressa nas manifestações e encaminhamentos dos líderes contrários à medida. Agora, a derrubada do conselhos ainda terá que ser votada pelo Senado.

— Essa derrota é educativa. É para mostrar que o discursos do diálogo, de conversa com o Congresso Nacional, não pode ficar só na teoria, tem que acontecer na prática — afirmou o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

Nos bastidores, líderes aliados atribuíram a atitude do presidente da Câmara à derrota sofrida no último domingo, quando perdeu a eleição para o governo do Rio Grande do Norte com a ajuda dada pelo PT e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a seu adversário, Robinson Faria (PSD). Uma das expressões mais repetidas no dia em conversas reservadas, para classificar a atitude de Henrique, foi que ele voltou para a Câmara, “com sangue nos olhos” e sem dar espaço para conversas ao líder do governo, Henrique Fontana (PT-RS), que queria evitar a votação do decreto.

Henrique Eduardo Alves contraria governo e coloca em pauta
votação contra o decreto de Dilma que cria os Conselhos
Populares. André Coelho/ Agência O Globo.
Henrique negou que tenha agido em retaliação ao que aconteceu na eleição. Disse que há três meses ele tinha avisado que a votação do decreto era uma de suas prioridades e apenas estava cumprindo a promessa. Ele sustentou que a oposição deixou claro que não votaria nada antes da votação do decreto.

— Se eu aceitar passivo, essa Casa não vota mais nada até o final do ano. Essa questão tem que ser decidida no voto. Quem tiver votos para ganhar, parabéns. Quem não vencer, tem que respeitar o resultado. Como presidente eu já disse, há três meses, que o decreto seria uma pauta prioritária — disse o presidente da Casa antes da votação, negando a retaliação ao PT. — Seria desinformação, que se pensasse assim. Há três meses tenho incluído o decreto como item prioritário na pauta.

Mesmo ciente de que seria derrotado, o governo não quis abrir mão e retirar o decreto do Congresso Nacional, o que evitaria a derrota em plenário. Há três meses, antes do início da campanha eleitoral, Henrique Alves sugeriu que a presidente Dilma Rousseff retirasse o decreto e mandasse a proposta por meio de projeto-lei com a medida. O governo não aceitou. Segundo aliados, o governo não queria mostrar fraqueza. A mesma proposta foi feita por aliados depois da eleição já ganha por Dilma, mas o governo continuou irredutível.

Mais cedo, o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (RS) disse que os que querem derrubar o decreto de Dilma deveriam garantir o quórum na votação. A oposição, com a ajuda de partidos da base aliada, entre eles o PMDB, conseguiu aprovar a urgência do decreto. Na votação desta terça, é necessária a presença de pelo menos 257 deputados em plenário. O decreto é aprovado por maioria simples.

PUBLICIDADE

— Se eles (oposição) querem derrubar o decreto, que coloquem o número de votos necessários — disse Fontana.

O decreto 8.243/2014, da presidente Dilma Rousseff, cria a Política Nacional de Participação Social (PNPS) e diz que o objetivo é “consolidar a participação social como método de governo” que determina aos órgãos governamentais, inclusive as agências de serviços públicos, promover consultas populares.

Na prática, a proposta obriga órgãos da administração direta e indireta a criarem estruturas de participação social. O decreto lista nove tipos de estruturas que devem ser utilizadas: conselhos de políticas públicas; comissão de políticas públicas; conferência nacional; ouvidoria pública federal; mesa de diálogo; fórum interconselhos; audiência pública; consulta pública; e ambiente virtual de participação social.


Via O Globo





Continue Lendo...

Trabalhos para o IV Simpósio Internacional Sobre o Padre Cícero Podem ser Inscritos Até dia 30

0 comentários


Pesquisadores do Brasil e do exterior estarão reunidos, de 17 a 21 de novembro no Cariri, para participar do IV Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero, que acontece em Juazeiro do Norte, e deverá reunir cerca de mil participantes inscritos, pesquisadores e intelectuais de vários países e estados brasileiros. A temática central será “E...Onde Está Ele”, que faz referência ao prosseguimento dos estudos voltados ao aprofundamento da temática sobre um dos sacerdotes mais polêmicos da história do Brasil. As inscrições para o evento continuam abertas na Universidade Regional do Cariri (Urca), por meio do site da instituição.

Os interessados podem ser inscrever para participar das palestras até o próximo dia 10 de novembro. Já os trabalhos podem ser inscritos para apresentações durante o evento, até a próxima quinta-feira, dia 30. Segundo os organizadores, já há um grande número de participantes inscritos e os maiores pesquisadores sobre o Padre Cícero e religiosidade do Nordeste e especificamente no que diz respeito aos fetos de Juazeiro estarão participando, a exemplo da escritora norte-americana, Candace Slater, além da pesquisadora Luitigarde Barros, professora Dra. da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

O lançamento do simpósio aconteceu no último mês de setembro. O evento terá a sua abertura no Memorial Padre Cícero, local emblemático que marcou a realização das três primeiras edições que trouxeram importantes mudanças na forma de pensar o Padre Cícero, a religiosidade popular no Nordeste e no País, os romeiros, e o relevante papel dos beatos e beatas, em específico, Maria de Araújo, protagonista do milagre do sangramento da hóstia ofertada pelo sacerdote, em 1889.

A Reitora da URCA, Professora Otonite Cortez, ressalta o papel da academia dentro desse contexto de estudos relacionados à religiosidade, principalmente no que diz respeito ao fenômeno da religiosidade que representa o Padre Cícero. Já o Bispo Diocesano, Dom Fernando Panico, destacou a presença do sacerdote, a partir da vida do homem mais simples, a fé do povo, ao mesmo tempo em que citou a academia como elemento importante para buscar o aprofundamento desses estudos.

Parcerias estão sendo realizadas no sentido de garantir o sucesso do evento, que terá sua continuidade após a abertura, no auditório do campus Crajubar da URCA. O simpósio constará de conferências, mesas redondas, grupos de trabalhos, lançamento de livros, apresentações artístico-culturais, oficinas, além de visitas guiadas e feira dos Municípios. A conferência de abertura será proferida pela irmã Annette, com o tema “Pe. Cícero e a Igreja na Contemporaneidade”. Ela será a presidente de honra do simpósio.

O evento contará ainda com o Professor Dr. Marcelo Camurça, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Guy Martini, da Rede Global de Geoparks, da França, entre outros estudiosos do Brasil e países principalmente da Europa. A programação cultural constará de apresentações de grupos da cultura popular, documentários, exposições de esculturas em madeira e xilogravura e caminhada cultural.


Via URCA
Continue Lendo...