7/30/2015

Secretaria da Educação de Altaneira lança projeto itinerante

0 comentários


A Secretaria da educação do município de Altaneira a partir do titular da pasta, o professor Dhony Nergino, divulgou na tarde desta quarta-feira, 29, a adoção do setor ao projeto “Secretaria Itinerante” que tem como propósito integrar a gestão da pasta educacional as escolas a partir de visitas mensais.

Segundo informações constantes no blog da pasta a metodologia se dará por meio do deslocamento, uma vez por mês, do Secretário, Diretores de Escolas e a Gerente do Programa Alfabetização na Idade Certa - PAIC para visitar uma Escola da Rede Municipal promovendo um momento de contato direto com os alunos, professores e servidores destas instituições.

Diretores das Instituições de Ensino na Escola Joaquim de
Morais. Foto: Dhony Nergino.
A Escola Joaquim de Morais localizada no Distrito do São Romão foi a primeira a ser contemplada com o projeto na tarde de ontem tendo como pauta de discussão o retorno as aulas. O próximo encontro, ainda sem data definida, será na Escola de Ensino Fundamental 18 de Dezembro, localizada na sede.

Segundo o secretário, o projeto permite “sentir a escola nas suas necessidades no momento em que ela está a pleno vapor, que é quando Alunos(as), Professores(as) e Funcionários(as) estão produzindo o conhecimento” e finalizou argumentando que a secretaria “assume o compromisso de estar presente sempre que possível, nesse primeiro semestre não perdemos uma oportunidade, e agora no segundo semestre continuaremos compartilhando e vivenciando experiências exitosas de Escola para Escola".


Continue Lendo...

7/29/2015

Personalidades Negras que Mudaram o Mundo: Luiza Bairros

0 comentários


Luiza Helena de Bairros, ou simplesmente Luiza Bairros como passou a figurar no cenário nacional, nasceu na cidade de Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul. Aqui, graduou-se em Administração Pública e Administração de Empresas pela Universidade Federal Gaúcha. Na Universidade Federal da Bahia fez mestrado em Ciências Sociais e concluiu seu doutorado em Sociologia pela Universidade de Michigan.

Luiza Bairros foi Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, cargo que ocupou desde início do primeiro mandato da presidenta Dilma, em 2011, sendo substituída no dia 02 de janeiro do ano em curso pedagoga Nilma Lino Gomes.

A ex- ministra é militante histórica do movimento negro brasileiro e participou de projetos do PNUD de combate ao racismo. Porém, sua história de luta contrária a discriminação racial tem início ainda no final da década setenta do século XX, tão logo ela conheceu  o Movimento Negro Unificado da Bahia. Desta feita, ela participou de forma ativa das principais iniciativas do movimento em todo Brasil, sendo eleita, em 1991, como primeira Coordenadora Nacional do MNU, onde permaneceu até 1994.

Em seus escritos aparecem temas ligados ao sexismo, ao racismo, assim como também acerca do negro no mercado de trabalho e enfrentamento ao racismo institucional, sendo estes publicados em livros de coletânea e periódicos das Nações Unidas no Brasil e em revistas como Afro-Ásia, Análise & Dados, Caderno CRH, Estudos Feministas, Humanidades, e Força de Trabalho e Emprego.

Luiza Bairros teve atuação também na consultoria do Sistema Nações Unidas no Brasil no processo da III Conferência Mundial contra o Racismo e em projetos de interesse da população afrobrasileira.

Continue Lendo...

4 temáticas norteiam lançamento do Dialoga Brasil que incentiva participação da sociedade no governo

0 comentários



Dialogar, em um país como o nosso, é fundamental”, disse a presidenta da República, Dilma Rousseff, durante a cerimônia de lançamento do Dialoga Brasil, nesta terça-feira, 28, em Brasília. De utilização simples e dinâmica, a plataforma digital tem o objetivo de recolher ideias da população, possibilitando uma interação direta entre a sociedade civil e o governo.

Para o lançamento do Dialoga Brasil, foram selecionados 20 programas de quatro temáticas: educação, saúde, segurança pública e redução da pobreza. Na plataforma digital, depois de se cadastrar, qualquer brasileiro pode propor, votar ou apoiar ideias para as ações do governo federal usando um computador ou dispositivo móvel. As três propostas mais apoiadas na plataforma serão respondidas a partir de novembro.

Para o ministro Renato Janine, o diálogo é a base da educação.
Foto: Mariana Leal/MEC.
Participaram da cerimônia os ministros da Educação, Renato Janine Ribeiro; da Justiça, José Eduardo Cardoso; da Saúde, Arthur Chioro; e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

Segundo a presidenta, ouvir a sociedade civil é necessário para governar o Brasil. “É muito difícil governar um país do tamanho do Brasil sem perceber que as grandes iniciativas que tivemos até agora vieram quase todas através de momentos de participação popular, de diálogos, de críticas, de comentários sobre a situação do país”, afirmou Dilma.

Para o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, o diálogo entre as instituições e a sociedade é importante na construção da “pátria educadora”. “Educação é algo que abrange todas as ações do governo, é a ideia de que o país se organiza em função de se qualificar melhor, de evoluir melhor”, disse. “O diálogo é a base da educação e é ele que permite que as pessoas aprendam coisas diferentes, aprendam a argumentar, aprendam a ouvir o outro”, concluiu.

Continue Lendo...

7/28/2015

No lançamento do “Dialoga Brasil”, Dilma pede, com "humildade", que sociedade participe do seu governo

0 comentários



A presidenta Dilma Rousseff pediu nesta terça-feira (28) que a população brasileira participe do seu governo com opiniões e críticas, ao lançar uma nova plataforma na internet, intitulada Dialoga Brasil, para acolher sugestões sobre programas governamentais, e solicitou a colaboração das pessoas com "muita humildade".


Na opinião da presidenta, é preciso "usar internet a favor do debate, da criação de consensos transformadores". Ela destacou a importância da participação popular. "O governo precisa escutar comentários, observações, críticas, sugestões e propostas sobre todos assuntos. Vamos lutar para que esse processo crie vínculos e, nas suas sugestões, crie caminhos novos, melhores, aperfeiçoados. É isso que devemos para o nosso Brasil", disse.

É preciso usar internet a favor do debate, diz Dilma,
defendendo a participação popular. Foto: Wilson Dias/AB
"Quando a gente cria um consenso, quando é capaz de criar uma opinião comum entre nós, nós temos um poder transformador imenso. E quero concluir dizendo o seguinte, com muita humildade: o governo precisa que vocês participem", afirmou Dilma.

Dilma participou, ao lado de ministros, do evento de lançamento do site, que foi organizado no formato de um programa de televisão. De frente para um auditório, com a participação de membros de conselhos da sociedade civil, ela ouviu de integrantes do governo explicações sobre como vão funcionar os primeiros debates sobre quatro temas: segurança pública, saúde, redução da pobreza e educação.

Além de lembrar que assumiu o diálogo como compromisso do segundo mandato, Dilma disse que o primeiro compromisso de um governo deve ser "escutar, ouvir, receber sugestões, aceitar comentários e críticas". Segundo ela, nenhum programa governamental foi bem-sucedido sem que se tivesse analisado "sistematicamente" as falhas, "onde é que a gente melhorava".

Ao citar um exemplo de programa criado após a participação das pessoas, a presidenta lembrou do Mais Médicos, criado a partir de uma "grande reclamação" que havia sobre a assistência básica de saúde em pequenas cidades e também nas metrópoles. “Passamos a estudar o assunto, pensar sobre ele, discutir com as pessoas. Muitas disseram: 'não foi, não saiu da cabeça mágica de alguém', escutamos muitos. Se alguém não havia escutado antes, é porque não abriu os ouvidos”, disse.

"Aprendemos ao longo do caminho algumas coisas: é muito difícil governar um país da dimensão do Brasil sem ouvir pessoas. Sem perceber que as grandes iniciativas que tivemos até agora, quase todas, vieram através de momentos de participação popular, de diálogos, criticas, comentários sobre a situação do país", afirmou Dilma.

De acordo com a presidenta, o Dialoga Brasil é a continuidade dessa política de ouvir e acatar sugestões, mas agora de um modo "mais bem formulado". Após citar a experiência que teve o governo na construção do Programa Minha Casa, Minha Vida, com a ampliação do número de moradias pouco a pouco, Dilma reconheceu a importância de aceitar opiniões contrárias: "a crítica é interessante porque sempre tem de ser olhada por nós com respeito. Ela tem de ser olhada com base na história, o que leva a ela”.

O Dialoga Brasil (dialoga.gov.br), canal de comunicação do governo com a população na internet, foi criado para estimular a participação digital nas atividades governamentais. Uma das novidades é que a população poderá conversar com os ministros via bate-papo online, pelo site da plataforma.

Após a participação dos ministros, algumas sugestões colocadas no site foram lidas ao vivo durante o evento. Uma das intervenções dizia respeito à violência sofrida atualmente por jovens negros, sobre a qual Dilma comentou: "este país viveu a escravidão, uma das maiores manchas. E ela só pode ser colocada no passado se formos capazes de, no presente, estabelecer a igualdade racial. Tem uma coisa extremamente valiosa que eu disse na época da Copa do Mundo, que acredito que temos um país com autoestima da sua diversidade étnica. O país dá um passo à frente quando se reconhece como um país multiétnico. E isso é um elemento que temos que usar a favor do processo de superação do preconceito e intolerância".
Continue Lendo...

Construção da Escola Modelo em Altaneira já ultrapassa 90%, diz secretário da educação

0 comentários


O município de Altaneira foi contemplado com a construção de uma Escola do Modelo Espaço Educacional Urbano e Rural. O Financiamento da obra se dá por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE que disponibiliza aos municípios, Estados e ao Distrito Federal projetos padrão para esse tipo de ação. O programa financia a construção de cinco modelos distintos de escolas, com uma, duas, quatro, seis e 12 salas de aula.

No caso de Altaneira, o modelo foi o da construção de um espaço educacional com seis salas de aula, estando na proporção de 851,63 m² e dimensão do terreno na proporção de 60/80m e o valor do repasse está na ordem de R$ 1.021,956,00 (hum milhão, vinte e um mil e novecentos e cinquenta e seis reais). 

Vale destacar que o projeto foi incluso no Plano de Ações Articuladas – PAR, sendo aprovado quando o secretário da educação era o vereador licenciado Deza Soares. Segundo ele naquela oportunidade a Secretaria cumpriu em tempo hábil todas as exigências do PAR, tais como, estudo de demanda demonstrando o déficit na infraestrutura escolar da região, o número de alunos na faixa etária pleiteada existente no município, total de crianças já atendidas pela rede física da escola, planta de localização do terreno (com dimensões mínimas) onde a unidade será construída, estudo de demanda – padrão, levantamento planialtimétrico, planta de locação da obra do terreno, declaração de fornecimento de infraestrutura mínima para a construção da obra, declaração de compatibilidade do projeto de fundação, documento de propriedade do imóvel, dentre muitas outras informações. 

Construção da Escola Modelo no Bairro Zé Rael,
em Altaneira, já ultrapassa os 90% diz Dhony Nergino ao
compartilhar imagem no facebook.
Iniciada ainda na gestão do Secretário Deza Soares, hoje ocupando o papel de parlamentar, a obra entrou em 2015, segundo o atual secretário Dhony Nergino, com 33% das instalações construídas. Nergino utilizou seu perfil na rede social facebook nesta segunda-feira, 27, para divulgar melhorias na infraestruturas das escolas. Dentre estas, o secretário mencionou a contemplação do município com a escola modelo educacional urbano e relata o amplo espaço, inclusive com um laboratório. “Em Janeiro de 2015 as obras estavam em torno de 33% das instalações construídas, hoje ao visitar a obra constatamos que essa porcentagem já passa os 90%”, disse e complementou afirmando,”ou seja, em breve estaremos inaugurando e entregando a população uma Escola Modelo”.

Na nota, o secretário também mencionou a reforma e ampliação da Escola Municipal de Educação Infantil Disneylândia e a construção de uma área de recreação e a instalação de um Parque de Diversões, ambas na Escola de Ensino Fundamental Joaquim Rufino de Oliveira.


Continue Lendo...

Dilma lança nesta terça (28) site para ouvir população sobre ações do Governo

0 comentários



Com a intenção de ampliar a participação da sociedade na elaboração de programas do governo, a presidenta Dilma Rousseff lança hoje (28) um novo canal de comunicação com a população na internet. Com o nome Dialoga Brasil, o site será criado para estimular a participação digital nas atividades governamentais.

Com o nome Dialoga Brasil, o site será criado para estimular
a participação digital nas atividades governamentais.
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil.
A cerimônia está marcada para as 15h, em Brasília. A intenção é receber a colaboração de internautas com propostas e opiniões sobre os programas governamentais, com o objetivo de melhorá-los. Um perfil com o tema circula nas redes sociais e tem incentivado a interação da sociedade sobre as ações do governo.

Criado há dois dias, o perfil Dialoga Brasil no Facebook apresenta algumas imagens com questionamentos aos internautas, como “O Samu é ambulância de pobre?”, “A prova do Enem deve ser digital?”, “Bolsa Família é 'dar o peixe'?”. Na rede social, mais de 2,2 mil pessoas curtiram a página. No twitter, o endereço da plataforma é seguido por 133 internautas.

De acordo com informações da página da plataforma no facebook, o Dialoga Brasil vai apresentar 14 temas e 80 programas prioritários do governo “para que a população proponha melhorias nas políticas públicas e na vida dos brasileiros”. “Em novembro de 2015, o governo federal começa a responder às três propostas mais apoiadas de cada programa”, diz ainda a descrição.

Continue Lendo...